terça-feira, 24 de abril de 2007





Amo-te tanto! E nunca te beijei...
E, nesse beijo, Amor, que eu não te dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!

...........

Beija-me as mãos, Amor, devagarinho

...

Que fantasia louca
guardar assim fechados nestas mãos
os beijos que sonhei para a minha boca!




Florbela Espanca

Um comentário:

Pedro disse...

Simplesmente fabuloso!! Um turbilhão de emoções quentes... e de inveja!!

Beijo